António Costa acusou hoje PSD e CDS-PP de nada fazerem para combaterem as alterações climáticas, afirmando que votaram contra a redução do preço dos passes sociais e que o anterior Governo desinvestiu no transporte público.

Estas críticas foram feitas pelo secretário-geral do PS no enceramento do jantar comício do PS em Matosinhos, na véspera do dia para o qual jovens de mais de 100 países convocaram uma “greve climática”, exigindo medidas a favor da proteção do ambiente.

“Ouvi recentemente o PSD e o CDS dizerem que também estão preocupados com as alterações climáticas, mas esses partidos são os mesmos que combateram uma política energética que desse prioridade às energias renováveis, que travaram o projeto da mobilidade elétrica e que votaram contra na Assembleia da República o mais poderoso instrumento de promoção do transporte público: A nova geração de passes únicos, que diminuiu significativamente o custo dos transportes para as famílias e promoveu a mobilidade sustentável”, declarou.

Neste ponto, o líder socialista fez questão de acentuar que, nas eleições de domingo, os partidos em disputa “não são todos iguais”, designadamente em matéria ambiental.

“Há aqueles que se limitam a dizer que são contra as alterações climáticas, que desinvestiram no transporte público e votaram contra a criação do passe único. Depois, há aqueles que trabalham com os nossos autarcas para criar o passe único. PSD e CDS podem dizer que estão contra as alterações climáticas, mas nada fazem de concreto para as combater”, acusou.

Share This